quinta-feira, 31 de julho de 2008

7 Seconds - The Crew


7 Seconds é uma banda de straight edge/punk rock de Reno, Nevada, EUA. Formado em 1980 pelos irmãos Kevin Seconds e Steve Youth. A primeira gig que eles participaram foi em 2 de março de 1980, eles escrevem, gravam e tocam até hoje e o álbum mais recente deles é de 2005 o "Take It Bake, Take It On, Take It Over!". 7 seconds ajudou na cena que surgiu de Straight Edge no movimento de 80 da cena de Hardcore.
Eles lançaram o primeiro álbum o "The Crew" em 1984 pela Better Youth Organization, o "Walk Together, Rock Together" pela Positive Force/BYO em 1985, "New Wind" pela positive/ BYO também só que em 1986, "Live: One Plus One" pela Positive Force/ Giant em 1987, "Ourselves" pela Restless em 1988, "Soulforce Revolution" pela Restless em 1989, "Old School" pela Headhunter/ Cargo em 1991, "Out The Shizzy" pela Headhunter/ Cargo em 1993, "Alt. music. hardcore" pela Headhunter/ Cargo 1995, "The Music, The Message" pela Imortal/Epic em 1995, "Good to Go" pela SideOneDummy em 1999, "Scream Real Loud...Live!" pela SideOneDummy em 2000 e o último "Take it Back, Take It On, Take It Over!" pela SideOneDummy em 2005.
Eles participaram de diversas coletâneas de hardcore como:"Cleanse the Bacteria", "Not So Quiet On the Western Front", "Something to Beliave in" e "Another Shot from Bracken".
Em meados dos anos 80 a banda começou a ascender musicalmente mudando um pouco seus sons. Albuns dessa época são o "Praise EP", "Otherselves" e "Soulforce Revolution", mas a banda recém voltou para as suas raízes do hardcore que é que eles fazem de melhor.

Tracklist:
01-Here's Your Warning
02- Definite Choice
03- Not Just Boys Fun
04- This Is The Angry, Pt. 2
05- Straight On
06- You Lose
07- What If There's a War In America
08- The Crew
09- Clenched Fists, Black Eyes
10- Colourblind
11- Aim to Please
12- Boss
13- Young 'Til I Die
14- Red and Black
15- Die Hard
16- I Have a Dream
17- Bully
18- Trust
19- Here's Your Warning (Live)
20- Spread (Live)
21- I Have a Dream (Live)
22- Young 'Til I Die (Live)
23- Not Just Boys Fun (Live)
24- Rock Together (Live)

Rattus - Fucking Disco EP


Rattus é uma banda de punk/hardcore da Finlândia que foi fomada na primavera de 1978 por Jake na guitarra e no vocal, e Vellu na beteria. Algumas semanas depois o irmão de Jake Tomppa foi convidado à entrar na banda como baixista e assim foi feito. o nome Rattus foi pego do primeiro LP do "The Stanglers" o "RattusNervosicius", Rattus é um nome latino para um rato bem grande. Logo de início eles participavam de gigs apenas em sua cidade natal mas logo isso foi mudando.
Em 1980 Rattus lançou o seu primeiro som o "Khomeini-Rock 7" com apenas duas músicas pela "Hilipili Records" e gravaram 200 cópias que em grande parte foram vendidas aos amigos. Um segundo álbum foi gravado no mesmo ano, 1980, mas lançado no começo de 1981, também pela "Hilipili Records" (que é esse álbum que estou postando). Na primeira gravação foram gravados 200, logo em seguida mais 100, incluindo mais 50 daqueles que foram mandaram à Inglaterrra para a "Bullet Records", onde eles gostaram muito da banda e das outras bandas de punk finlandesas, e ainda queriam ajudar a vender e a divulgar na Inglaterra o som. Assinaram um contrato com a "Poko Records" e gravaram 4 álbuns pela gravadora, eles foram tudo juntados em um cd o "Records Works 1981-1984" que foi lançado em 1993. Em 1981 Rattus abriu para "The Exploited" em sua turnê de 3 dias na Filândia. Era para a banda ter aberto o show da banda "Dead Kennedys" em dezembro do mesmo ano mas acabou não dando certo, e Jello Biafra que só ficou sabendo anos depois ficou inconformado de Rattus não feito isso. Em 1983 começaram a procurar um vocalista pois Jake queria apenas assumir a guitarra da banda largando os vocais. Os primeiros ensaios foram feitos com um amigo da banda chamado Astro. Acabaram escolhendo Annikki que foi ensaiar logo após Astro.
A primeira vez que Rattus tocou fora da Finlândia foi em 1983 em Arhus na Dinamarca. Na primavera de 1984 Rattus fez uma turnê européia de 4 semanas tocando em gigs da Suécia, Alemanha, Holanda, Itália, Iuguslávia, Dinamarca e Inglaterra.
Em janeiro de 1984 Rattus gravou músicas para um novo EP o "Ihmiset on sairaita" para ser lançado pela "Poko", mas o responsável pela gravadora disse a banda que punk não estava mais redendo dinheiro que era para eles procurarem uma nova gravadora. Essa gravadora não foi encontrada por um tempo. só foi na primavera de 1985 que a banda assinou um contrato com a gravadora "Ann & Archies Records" lançando o seu primeiro LP. Aquelas músicas foram inclusas na versão brasileira do "Uskonto on vaara" que tem 15 músicas, uma dessas música é a "Maximum Rock'n Roll" da coletânea "Welcome to 1984 LP". Cada dia que passava os integrantes da banda estavam ouvindo mais metal (Metallica, Slayer e Venom) e Annikki não estava mais à altura da banda, então Jake retornou aos vocais em março de 1986. Mas ainda foram gravadas duas músicas do Metallica na coletânea "Have a rotten chrismas Vol II" ainda com Annikki nos vocais.
Em julho de 1986 com Jake de novo nos vocais gravaram um novo LP pelo "Dekadenz" que pagou os estúdios mas as gravadoras não estavam satisfeitas com o novo som da banda, o álbum "Stolen Life" foi gravado para ser lançado no Brasil e na França. Um novo membro, o Kari, se juntou a banda como segundo guitarrista em dezembro de 1986.
A nova formação tocou pela primeira vez na Suécia e na Dinamarca em janeiro de 1987. A maioria das pessoas que compareceram às gigs ficaram desapontadas com o que viram pois estavam esperando um som como o velho HC-punk que eles tocavam. em novembro de 1987 gravaram o último álbum oficial deles com apenas duas músicas o "Win Or Die '7". Rattus terminou em fevereiro de 1988, tocando pela última vez em 15 de janeiro em "Jyväskylä". Após Rattus terminar surgiram novas bandas. Jake continuou com a "Zwangizer"; Vallu e Kari continuaram com a "Chorea" mas a bandas eram mais puxados pelo lado do metal; Annikki tocou com Astro na "Tik-Bloody Tak & Bratatattack" e com Jake na "Hiljainen Kevät".
Em 14 de abril de 2001 Rattus tocou em "Vernissa (Vanta)" na Finlândia, com a formação original, Tomppa, Vellu, Jake e Annikki. E o antigo amigo da banda Astro estava lá também, participou das músicas "Rumia ruumiita" e "Horror Business". Em 29 de junho de 2002 tocaram em "Hämeenlinna" também na Finlândia na "Ämyrock". Também tocaram ao vivo em "YO-Talo Tampere" na Finlândia em 04 de abril de 2003 e a galera gostou muito da banda, fazendo vários moshs e cantando muito, o que estava lembrando o velho HC-punk que costumavam tocar.

Tracklist:
01- Sietämätön
02- South's Gonna Rise Again Part 1
03- South's Gonna Rise Again Part 2
04- Fucking Disco
05- Täältä tullaan kuolema
06- Stop start

terça-feira, 29 de julho de 2008

Toxoplasma - Toxoplasma


Atendendo a um pedido, aqui está outra excelente banda alemã dos anos 80, o Toxoplasma.
Surgiu em 1980 com a formação de Wally (vocais), Harry (bateria), Stefan (baixo) e Markus (guitarra).
A banda ainda está na ativa nos dias de hoje e conta com quase todos os membros do line-up original, apenas o guitarrista não é o mesmo. Lançaram 4 excelentes álbuns ao todo.
"Toxoplasma" é o primeiro LP da banda, muito bom do começo ao fim. Álbum que no comecinho dos anos 80 após ter sido lançado já fez a banda tocar em gigs ao lado de Dead Kennedys, Bad Brains e outras.

Tracklist:
01 - Vakuum
02 - S.O.S.
03 - Stefan's
04 - 1981
05 - Ordinäre Liebe
06 - Träumer
07 - Asozial
08 - Führer
09 - Polizeistaat
10 - Pass Dich An
11 - Danke
12 - Teenage Frust
13 - Heile Welt
14 - Hardrockgerät
15 - Weltverbesserer
16 - Wir Warten

DOWNLOAD

2 Minuta Mrznje - Došao Je Kraj


2 Minuta Mrznje, obscura e excelente banda, uma das primeiras de streetpunk/oi! da Iugoslávia, da cidade de Novi Sad, no norte da Sérvia atualmente.
Formada por volta de 83, a banda lançou apenas 2 demos.
Tocaram em gigs em Novi Sad, Beograd, Ljubljana e uma gig com a famosa B.G.K. da Holanda. Não estão na ativa ainda nos dias de hoje porém ainda são muito populares.
"Došao je kraj" foi gravada no ano de 1984 em Ljubljana, Eslovênia. Recomendadíssimo este EP, excelentes canções com letras que falam sobre hipocrisia, corrupção, e o despotismo da classe dominante.

Tracklist:
01 - Zasto
02 - Terorizam
03 - Crni Mercedes
04 - Dosao je kraj

DOWNLOAD

domingo, 27 de julho de 2008

Abrasive Wheels - Black Leather Girl


Como eu disse no post anterior, o Abrasive Whells lançou dois únicos LPs esse foi o segundo deles, o "Black Leather Girl" lançado em 1984.

Tracklist:
01- Maybe Tomorrow
02- Christianne
03- Sea Of Madness
04- Law Of The Jungle
05- The Prisoner
06- Drummer Boy
07- Jailhouse Rock
08- Strain Of Love
09- Searching For The Truth
10- Black Leather Girl
11- Nineteen
12- Devil On My Shoulder
13- Banner Of Hope
14- Sonic Omen
15- Jailhouse Rock (Single Version)
16- The Prisoner (Single Version)
17- Black Leather Girl (Single Version)

Abrasive Wheels - When The Punks Go Marching In



A banda Abrasive Wheels foi formada em Leeds, Inglaterra com Shonna nos vocais, Dave Ryan na guitarra, Dave Hawkridge no baixo e Mark Holmes na bateria. Eles lançaram dois álbuns o "When The Punk Are Marching In" pela Riot City Records em 1982 e o "Black Leather Girl" pela Clay Records em 1984. Foi formada em meados dos anos 70 até metade de 80. Lançaram o "Army Song EP" com três músicas pela Abrasive Records, duplo com Slayghter & The Dogs. Lançaram o "Vicious Circle EP" pela Riot City Records com um novo baixista o Harry Harrison e um nvo baterista o Nev Nevison. A banda após gigs com GBH, Vice Squad e The Partisans entrou no Indie Top 20. Interessado na banda o produtor Mike Stone que trabalhou com bandas como Discharge, GBH e The Luckers, produzindo o "When The Punks Go Marching In LP", o LP continha 14 musicas do EP "Vicious Circle EP" junto com um novo clássico "Burn 'Em Down" o que levou a estourar no Punk Chart e o Independent Chart. Em 1983 Wheels a produtora Clay de Mike Stone lançou o single "Jailhouse Rock". Com Stone mais uma vez, lançaram o "Black Leather Girl LP" em 1984 e ao mesmo tempo o single "The Prisoner", ambos com influêcias de New York Dolls e The Cramps.

Tracklist:
01 - Vicious Circle
02 - 1982
03 - Danger Danger
04 - BBC
05 - Mayday
06 - Voice Of Youth
07 - Just Another Punk Band
08 - Gotta Run
09 - Burn 'Em Down
10 - Shout It Out
11 - Slaughterhouse
12 - First Rule (No Rule)
13 - Attack
14 - When The Punks Go Marching In
15 - The Army Song
16 - Juvenile
17 - So Slow
18 - Vicious Circle (Single Version)
19 - Attack (Single Version)
20 - Voice Of Youth (Single Version)
21 - Urban Rebel
22 - Criminal Youth

Charged GBH - Leather, Bristles, Studs and Acne


Charged GBH (também conhecida somente por GBH) é um grupo de punk rock e hardcore punk formado no Reino Unido em 1978. São considerados pioneiros do punk rock no Reino Unido, junto com bandas como Discharge, Broken Bones, The Exploited, The Varukers e Shock Frot.
São famosos graças a sucessos no mundo punk como: "Sick Boy", "Give Me Fire", "Big Women", "No Survivors", "Alcohol", "Self Destruction" e "Crush 'Em". A banda começou sua carreira em 1978
com o nome GBH, causando grande impacto na cena punk inglesa e se firmando como um dos principais nomes da segunda safra do punk rock. Oriundos de Stoke On Trent, mesma cidade da banda Discharge, o Charged GBH tinha em sua formação inicial o vocalista Cal (Colin Abrahall), o guitarra Colin (Jock) Blyth, o baixista Sean e o bateria Wilf (Andrew Williams). O baixista Sean ficou apenas durante dois concertos com a banda, sendo imediatamente substituído por Ross Lomas. A banda alterou seu nome para Charged GBH após descobrir que já havia outra banda com o nome GBH. Foi escolido o nome GBH porque de acordo com a lei britânica existem muitos níveis de crimes a terceiros, sendo que um indivíduo pode ser condenado de formas diferentes, caso seja preso por um destes crimes. Existe o ABH (Actual Bodiy Harm, ou Dano Físico Real), que é aplicado às pessoas que por exemplo quebram o nariz de outra pessoa com um soco. Do ABH surgiu uma ramificação, chamada de GBH (Grievous Bodily Harm, ou Dano Físico Grave), que é aplicado a crimes ou ofensas mais graves e de níveis que possam colocar em risco a vida humana. O "Leather, Bristles, Studs ans Acne" foi o primeiro single do GBH lançado em 1981.

Tracklist:
01- Race Against Time
02- Knife Edge
03- Lycanthropy
04- Necrophillia
05- State Executioner
06- Dead On Arrival
07- Generals
08- Freak
09- Alcohol
10- No Survivors
11- Self Destruct
12- Big Women
13- Sick Boy
14- Slit Your Own Throat
15- Am I Dead Yet?

sábado, 26 de julho de 2008

Minor Threat - First Demo Tape


Minor Threat é umas das bandas mais influentes na cena estados unidense de hardcore/punk dos anos 80. Foi formada em 1980 em Washington D.C EUA por Ian Mackaye (vocais) e Jeff Nelson (bateria) ambos ex-componentes da banda clássica Teen Idles. McKaye criou o termo Straight Edge, responsável pela nova geração que ali se formava que curtia um bom punk rock e hardcore estando longe das drogas, que além de ter virado um nome da música do grupo virou todo um estilo de música dentro do hardcore. Na época faziam parte do grupo Brian Backer no baixo e Lyle Preslar na guitarra do Bad Religion. A banda acabou em 1983 mas deixou uma grande influência na cena hardcore americana tanto musical quanto ideológica. Ao contrário do niilismo dos Sex Pistols que apenas propunham a destruição do mundo, Ian McKaye queria algo diferente, talvez até recnstruir o mundo. Após o fim do Minor Threat Mc Kaye fundou o Embrace também de vida curta e mais tarde o Fugazi.
A First Demo Tape é um CD que foi lançado em 2003, porém gravado em 1981.

Tracklist:
01- Minor Threat
02- Stand Up
03- Seeing Red
04- Bottled Violence
05- Small Man Big Mouth
06- Straight Edge
07- Guilty of Being White
08- I Don't Wanna Hear It

V. A. - Ataque Sonoro


Em Outubro de 1985 saiu a coletânea "Ataque Sonoro" pela gravadora Ataque Frontal, com as bandas paulistanas Vírus 27, Ratos de Porão, Cólera, Lobotomia, Garotos Podres, Grinders, Armagedom e as cariocas Auschwitz, Desordeiros e Espermogramix. Com 30 faixas é um dos marcos do punk anos 80 no Brasil. Sendo lançada em CD anos depois

Tracklist:
01- Vírus 27
- Reprecaos
02- Vírus 27 - Capitalismo
03- Ratos de Porão
- Condenado
04- Ratos de Porão - Cérebros atômicos
05- Garotos Podres
- Anarquia
06- Garotos Podres - Eu não sei o que quero
07- Cólera - Rebeldes
08- Cólera - Vira-latas
09- Grinders
- Skate gralha
10- Grinders - Como é que pode
11- Espermogramix - Trabalhadores brasileiros
12- Espermogramix - Bombas
13- Armagedom
- Super projetos
14- Armagedom - Mortos de fome
15- Lobotomia
- Faces da morte
16- Lobotomia - Lobotomia
17- Auschwitz
- Ignorância cega
18- Auschwitz - Corrupção
19- Desordeiros
- Progresso
20- Desordeiros - Holocausto
21- Armagedom - Dinheiro e Poder
22- Armagedom - Meus olhos Só Vêem Dor
23- Vírus 27 - Trapaças
24- Víris 27 - Menor Abandonado
25- Lobotomia - F.F.A.
26- Lobotomia - Vai se Fuder!
27- Homicídio Cultural - Repressão Sexual
28- Homicídio Cultural - Violência Urbana
29- Cólera - Que vergonha
30- Cólera - Assassinada no Mar

The Partisans - Police Story


A banda foi formada em 1978 in Bridgend no sul do País de Gales, quando os membros ainda eram adolescentes. Eles tocaram até 1984 tendo diversos sons tocando na UK Indie Chart. A primeria formação foi com Phil Stanton (vocais), Rob "Spike" Harrington (guitarra e vocais), Andy Lealand (guitarra), Mark "Shark" Harris (bateria) e Mark "Savage" Parsons (baixo). Parsons e Stanton sairam em 1979, e Spike assumiu ops vocais e a namorada de Lealand Louise Wright assumiu o baixo. A banda foi influenciada pelos Sex Pistols, The Clash e The Ramones começou fazebdo covers das bandas apra depois criar seus próprios sons. foram a segunda banda que assinou um contrato com Chris Berry's No Future Records e lançaram o album duplo "Police Story/Killing Machine" em 28 de setembro de 1981. Eles foram inclusos na coletânea Busshells's Oi!. Eles ganharam uma competição que participaram Blitz, Peter and the Test Tube Babies e The Ejtected no London's Zig Zag Club. Lançaram um segundo single "17 Years of Hell" que teve um LP lançado em seguido, sofrendo diversas críticas da pressão nacional e da cena underground que reuniam muitos fãs. Após a saída de Louise Wright os membros restantes mudaram para Bayswater no oeste de Londres, foi quando entrou um novo baixista Dave Parsons. O álbum que lançaram depois disso foi o "Blind Ambition" EP com a Cloak & Dagger Records. Em seqüência um LP "Time Was Right" em 1984. A banda acabou em 1984. Dave Parsons mudou para Transvision Vamp. Shark começou um curso de cinema e Rob mudou para a Escandinávia. Lançaram mais um álbum duplo em 1989 com a Link Records como o nome de Agent Orange. Nos anos 90 Lealand e Harrington voltaram com a banda junto com dois amigos suecos de Lealand, Mangnus Neundorff e Mikael "Gustav" Gustavsson.

Tracklist:
01- Police Story
02- Killing Machine
03- No U Turns
04- 17 Years Of Hell
05- No Time
06- Put Your Money Where Your Mouth Is
07- Don`t Blame Us
08- Arms Race
09- I Never Needed You
10- I Don`t Give A Fuck
11- Mindless Violence
12- Partisans
13- Fire
14- Overdose
15- Power The Greed
16- Bastards In Blue

Double-o - Double-o 7' EP


Double-o é uma banda da década de 80 dos EUA de Washington. É da levada hardcore da década de 80 que teve nos Estados Unidos. O "Double-o '7 EP" foi lançado em 1983 pela R&B Records/ Dischord Records. As músicas "There's No Reasoning" e "Grey to Black" mostram bem a pegada hardcore convencional.

Tracklist:
01- You've Lost
02- Is It Better
03- Grey to Black
04- Death of a Friend
05- There's No Reasoning

DOWNLOAD

The Business - Saturday's Heroes


The Business é uma banda inglesa de oi!/punk formada em meados dos anos 70 em Londres. Em sua primeira formação participava Micky Fitz (vocal), Steve Kent (guitarra), Martin Smith (baixo) e Nick Cunningham (bateria). A primeira gravação em vinil só aconteceu em 1981, quando a VU Records lançou a coletânea “Sudden Surge Of Sound”, e eles contribuíram com a faixa “Out in the Cold”. O clássico álbum "Suburban Rebles" se tornou um dos principais marcos do movimento Oi!. A música mais conhecida da banda nos dias de hoje é "Englad 5 - Germany 1" foi baseada no resultado das eliminatórias da Copa do Mundo feitas em 2001 para a Copa do Mundo de 2002, se tornou um incentivo para a Inglaterra. Eles também levantaram um levante contra o extremismo policial na "Oi Against Racism and Political Extremism... But Still Against the System" turne. O álbum "Saturdays Heroes" foi lançado em 1985 inicialmente por Harry May Records, com 12 músicas e mais 4 de bônus.

Tracklist:
01- Spanish Jails
02- All Out Tonight (Remix)
03- Never Be Taken
04- Shout It Out
05- Harder Life
06- Frontline
07- Foreign Girl
08- Nothing Can Stop Us
09- Freedom
10- Saturdays Heroes
11- Drinking And Driving (New Version)
12- Hurry Up Harry
13- Get Out Of My House
14- All Out Tonight (Original)
15- Outlaw
16- Coventry (Oi! LP Version)

DOWNLOAD

The Expelled - Punk Rock Collection


O The Expelled foi uma banda punk formada em julho de 1981, na cidade de Leeds, Inglaterra. O line-up original contava com Jo Ball (vocal), Tim Ramsden (guitarra), Craig 'Macca' McEvoy (baixo) and Rick Fox (bateria).
Depois de uma gig em Leeds, a banda assinou com a Riot City Records e em 82 o Expelled lança o primeiro single. Em 83 a banda já participou e gravou a famosa "John Peel session" na rádio BBC1.
Diversos vocais femininos diferentes passaram pelo The Expelled (Jewlie, Penny, Becky, Lawrence), Sendo assim, a banda foi constantemente comparada ao Vice Squad (o baterista Shane Baldwin [Vice Squad] é produtor do The Expelled).
Jo Ball saiu da banda no ano de 83.
A próxima gravação com o novo line-up sai em maio de 84, o 12" Waiting for Tomorrow, antes da Riot City entrar em uma crise financeira e o The Expelled acabar definitivamente.
O álbum "A Punk Rock Collection" traz a vocalista original Jo Ball e algumas músicas gravadas com o baixista McEvoy no vocal (destaque para essas faixas). Estão presentes os grandes singles da banda e gravações de studio não lançadas em outros álbuns, destaque para "No Life No Future" e "Violent Minds".

Tracklist:
01 - What Justice
02 - Dreaming
03 - No Life No Future
04 - Government Policy
05 - Make It Alone
06 - Blown Away
07 - Cider
08 - Violent Minds
09 - Waiting For Tomorrow
10 - Cider
11 - 3 To 12
12 - Don't Want To See You
13 - Army Song
14 - What Justice (demo)
15 - Blown Away (demo)
16 - Dreaming (demo)
17 - Teenage Expectations

DOWNLOAD

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Nabat - Scenderemo Nelle Strade


Aproveitando que já postei o primeiro álbum do Nabat, resolvi postar esse primeiro EP também, que na minha opinião é a melhor gravação deles.
Recomendadíssimo.
"Scenderemo nelle strade" (we'll go out into the streets), de 1982, excelentes faixas de uma das melhores bandas oi! da Itália do período.

Tracklist:
1 - Scenderemo Nelle Strade
2 - Senza Soldi, Senza Casa
3 - Asociale Oi!
4 - Lavoro
5 - Shock delle case

DOWNLOAD

Nabat - Un Altro Giorno di Gloria


O Nabat foi formado no final de 79 na cidade de Bologna com o seguinte line-up: Steno nos vocais, Stiv na guitarra, Giulio no baixo e Davide na bateria.
Gravaram a primeira demotape em 81 juntamente com uma banda oi! de Bologna. Em junho de 82 o Nabat gravou o clássico EP "Scenderemo nelle strade" (we'll go out into the streets), contendo 5 ótimos sons oi!, uma das primeiras produções independentes de EP punk da Itália.
Em 83 veio o segundo EP, "Laida Bologna" (Ugly Bologna) e o primeiro LP finalmente em 85 "Un altro giorno di gloria", dedicado a Nelson Mandela e Benjamin Moloise morto pelo governo racista da África do Sul e também uma forma de protestar contra a juventude racista e facista da Itália.
O Nabat lançou ainda muitos álbuns durante os anos 90, acabando definitivamente apenas em 98.

Tracklist:
1 - Nabat
2 - Un Altro Giorno Di Gloria
3 - Lopez
4 - Gabbia
5 - Martò
6 - P.A.A.
7 - Ti Sei Fermato Ad Ascoltare Mai?
8 - Tempi Nuovi
9 - Gratta La Pancia Al Tuo Titolare
10 - Italia Degli Sfruttati

DOWNLOAD

quarta-feira, 23 de julho de 2008

V.A. - Welcome to 1984


Uma das mais essenciais compilações dos anos 80. 23 bandas punks legítimas dos anos 80 de 17 países diferentes: Finlândia, Brasil, França, Iugoslávia, Alemanha, Estados Unidos, Dinamarca, Espanha, Itália, Noruega, Australia, Holanda, Japão, Inglaterra, Canada, Bélgica e Suécia.
Uma das primeiras compilações internacionais a serem lançadas juntando tantas bandas de nacionalidades diferentes da cena oitentista. Este disco mostra a cena como deveria ser - mais político, com um espírito de independência e resistência. No geral, um disco que vale muito a pena ter.

Tracklist:
1 - Terveet Kädet - Outo Maa
2 - Olho Seco - Nada
3 - The Crucifucks - Annual Report
4 - Electric Deads - Fish In a Pool
5 - Inferno - Perfkter Mensch
6 - Kidnap - No SS
7 - N.O.T.A. - Propaganda Control
8 - Icons of Filth - Evilspeak
9 - R.I.P. - Anti-Militar
10 - Skjit-Lars - Verrückt In Der Kontrol-Zentrale
11 - Rattus - Reaganin Joululanju
12 - Raw Power - Fuck Authority
13 - The Bristles - Don't Give Up
14 - Depression - What A Strange World
15 - B.G.K. - Computer Control
16 - The Stalin - Chicken Farm
17 - Frites Modern - Je Bent Een uist In Mijn Nek
18 - U.B.R. - Harmonija
19 - Mayhem - I Defy
20 - Red Tide - Incubator Slide
21 - Moral Demolition - Police State
22 - Headcleaners - Where Is?
23 - Upright Citizens - Stand Up

DOWNLOAD

V.A. - Apocalypse Chaos


Primeira das belíssimas compilações da Chaos Production. Essa coletânea foi o primeiro lançamento desse simbólico selo francês, do ano de 1982, e contêm as bandas que o fundaram.
Todas as bandas desse disco são excelentes, não consigo destacar a melhor. O Komintern Sect teve a carreira mais bem sucedida, mas isso não quer dizer que as demais não sejam tão boas quanto.
Disco mais que recomendado para os aficionados e punk/Oi! francês.

Tracklist:
01-Reich Orgasm - Ethylique
02-Reich Orgasm – Ma fiancée 2
03-Reich Orgasm – Baader
04-No Pub – Grande ville
05-No Pub - Juste un peu de bière
06-No Pub – Viol-ence
07-Komintern Sect - Maison de retraite
08-Komintern Sect – Ulster
09-Komintern Sect – France
10-Kidnap – No SS
11-Kidnap – Armée nationale
12-Kidnap – Tatcher Dracula

DOWNLOAD

Black Flag - Damaged


O Black Flag foi uma banda de hardcore formada no sul da Califórnia em 1976 pelo guitarrista Greg Ginn. A banda formou um som que misturava a simplicidade do Ramones mas com solos microtonais e paradas no meio da música, o que mais a frente influênciou de bandas de heavy metal a bandas de hardcore. As letras tratavam de temas como solidão, neuroses e paranóia, coisas que Henry Rollins aprofundou quando entrou na banda. A maioria dos álbuns da banda foi lançado pelo selo de Greg, SST Records que lançou bandas como Bad Brains, Sonic Youth e The Saints. O Black Flag é muito respeitado no meio alternativo até hoje, como sendo pioneiros na cultura do faça você mesmo, de selos que lançam bandas sem o apoio de grandes gravadoras sejam elas o estilo musical que for. Fazendo turnê constantemente entre o Estados Unidos e o Canadá, a banda ganhou fãs devotos. Muitos outros músicos seguiriam a banda, no sentido de eles próprios agendaram seus próprios shows. No meio do caminho dos anos 80, o som do Black Flag evoluiu assim como sua notoriedade. Começou a ganhar influências de Heavy Metal (principalmente nos últimos albuns), jazz e clássico, especialmente na evolução do guitarrista Greg Ginn. Assim, o Black Flag tem uma discografia mais variada do que outras bandas.
O álbum "Damaged" do Black Flag foi lançado em 1981, sendo o primeiro álbum da banda feito em estúdio, antes disso só foi lançado um EP em 1978.

Tracklist:
01- Rise above
02- Spray print
03- Six pack
04- What I see
05- TV Party
06- Thrsty and miserable
07- Police story
08- Gimmie gimmie gimmie
09- Depression
10- Room 13
11- Damaged 2
12- No more
13- Padded cell
14- Life of pain
15- Damaged 1

Chaos - Tribal Warfare EP


O Chaos foi uma das obscuras e esquecidas bandas do começo da cena 80's do Reino Unido. Mas devido ao fato de estarem na ativa desde o começo dos anos oitenta, tocaram ao lado de Discharge, UK Subs, Subhumans, Business, etc.
Antes de 1984 a banda não teve o suporte necessário para gravar seu primeiro EP, por isso o EP "Tribal Warfare" só vem neste ano de 84 e ainda pela obscura gravadora alemã Pogar. Apesar de ter apenas 3 faixas dá pra perceber a qualidade da banda. O Chaos lançou apenas algumas outras demos, mas não chegou a gravar um LP.

Tracklist:
01 - Tribal Warfare
02 - Action Man
03 - What's On Next?

DOWNLOAD

terça-feira, 22 de julho de 2008

V. A. - O Começo Do Fim Do Mundo


Como primeiro post com material brasileiro, posto aqui a coletânea "O começo do fim do mundo" lançado em 1982 pela New Face Records. O ano de 1982 foi o ano em que o movimento punk explodiu em São Paulo. Era o lugar certo na hora certa. Aquele ano todo, desde o começo, com os punks recolocando a Galeria do Rock e o Largo de São Bento no mapa da mídia, São Paulo, uma das cinco maiores cidades do planeta (ao menos em densidade demográfica), e com lançamento do primeiro vinil punk brasileiro, o "Grito Suburbano", entre outros acontecimentos punks, 1982 fez o movimento explodir. Tretas, desavenças e desacordos sobravam, mas também - e sobretudo - muita união e fraternidade. O país ainda sob o regime militar, e na ignorância da polícia e dos desinformados em geral, as forças punks se uniram, se fez notícia o tempo todo e o ano só podia culminar gloriosamente com o mais perfeito festival no gênero faça-você-mesmo até então realizado no planeta. Nos dias 27 e 28 de novembro, no recém inaugurado SESC Pompéia, "O COMEÇO DO FIM DO MUNDO". O festival já impactava pelo título. Que profecia era aquela, que "fim de mundo" era aquele? A mídia queria saber. A mídia e o povo. Conclamadas todas as bandas punks de São Paulo e do ABC, 20 bandas, o festival serviu também para apaziguar as rivalidades territoriais do movimento, rivalidade muitas vezes sanguinolenta. Este primeiro festival punk irá se tornar tão lendário na história da cidade e do punk quanto a dos cavaleiros da távola redonda na legenda arturiana. Tretas, claro, no festival rolaram algumas - e bastante teatrais para que a polícia montada aparecesse para fazer seu número e a mídia sensacionalista manchetar, com destaque no Fantástico e nas primeiras páginas dos jornais. De resto, o festival e o movimento punk paulistanos foram notícia na imprensa do mundo inteiro. Mas o que deixou o pessoal lá fora perplexo e fascinado foi a imagem de que no Brasil os punks se entendiam, era de fato um movimento e com certeza fariam forte presença no fim do mundo pois se mostrara presença una e fortíssima no começo desse fim. 1982 foi o ano. Por causa desse festival foi gravado um álbum em 1982 com as principais bandas que tocaram, sendo as principais do marco punk da década de 80 da cidade de São Paulo: Cólera, Inocentes, Psykóze, Lixomania, Olho Seco, Hino Mortal, Ulster e M19, muitas dessas bandas ainda estão na ativa.

Tracklist:
01- Dose Brutal - Face da morte
02- M19 - 19 de abril
03- Neuróticos - Careca
04- Inocentes - Salvem el Salvador
05- Psykóze - Papo furado
06- Fogo Cruzado - Ratos de esgoto
07- Juízo Final - Liberdade
08- Desertores - Não Quero
09- Cólera - C.D.M.P.
10- Negligentes - Herói
11- Extermínio - Holocausto
12- Suburbanos - Era Suburbanos
13- Passeatas - Direito de protestar
14- Lixomania - Punk
15- Olho Seco - Haverá futuro
16- Decadência Social - Decadência social
17- Marginal - Estado de coma
18- Ratos de Porão - Novo Vietnã
19- Hino Mortal - Desequilíbrio
20- Ulster - Heresia

DOWNLOAD

Blitz - The Killing Dream


Aproveitando (e continuando) o post anterior, este é o último álbum lançado do Blitz, em 1989, em uma das inúmeras voltas da banda.
"The Killing Dream" segue a mesma linha do álbum "Second Empire Justice", porém estes 2 são os menos conhecidos de toda a carreira do Blitz, então resolvi postá-los.

Tracklist:
1 - Those Days
2 - Thrown Away
3 - Overdrive
4 - Don’t Care
5 - Final Hour
6 - Intermission 1
7 - Empire Fall
8 - Intermission 2
9 - Fade
10 - All You Want
11 - Lady Anne
12 - Walkaway
13 - The Killing Dream

DOWNLOAD

Blitz - Second Empire Justice


New Mills em Derbyshire, um lugar um tanto quanto incomum, foi onde nasceu uma das melhores bandas oi! de todo o mundo, formada por 2 punks e 2 skins.
Gary Bushell trouxe a banda para a atenção do oi! mundial, e Chris Berry então levou o Blitz para a gravadora No Future Records.
A primeira gravação foi um EP chamado "All Out Attack", mas o Blitz já possuia sua primeira demo.
Este EP contendo as destruidoras "someone's gonna die tonight", "attack", "fight to live" e "45 revolutions" esgotou rapidamente sua primeira prensagem e ainda atingiu o terceiro lugar do UK independent chart em agosto de 81. Então, mais 20.000 cópias deste EP foram feitas e vendidas, nada mal para a primeira gravação "oficial" de uma banda.
Ao vivo o Blitz ganhou mais notoriedade ainda.
O segundo EP/single do Blitz foi o "Never Surrender" em 82 e o terceiro "Warriors", mais impressionantes ainda, esses sons são verdadeiros hinos das ruas.
O primero álbum da banda "Voice of a Generation" resume bem o Blitz faixa a faixa, maravilhosas canções. Esse álbum foi o 27º do ranking nacional inglês sem nenhuma "divulgação". Neste época o Blitz realizou gigs em uma turnê com o GBH e Abrasive Wheels.
Logo depois veio o EP "Rose of Victory" incluindo até mesmo um cover de David Bowie (Suffragette City) e na seqüência o single New Age. Mostrando realmente que o Blitz foi a melhor banda oi! de todos os tempos, sabendo inclusive fazer sons incríveis fugindo totalmente do oi! clássico. Mas como de costume, a banda recebeu muitas críticas por fazer vários sons "viagem".
O segundo e desconhecido álbum "Second Empire of Justice" veio junto com o fim do Blitz. Para muitos a banda acabou desde o primeiro LP pela diferença musical das outras gravações que vieram.
O Blitz reinou absoluto na cena street e são simplesmente a voz de uma geração.

Tracklist:
01 - Flowers & Fire
02 - Underground
03 - Acolyte
04 - Into The Daylight
05 - Telecommunication
06 - White Man
07 - For You
08 - Skin
09 - H.M.K. Grey

DOWNLOAD

Vice Squad - Last Rockers


Como foi dito no outro post, Vice Squad foi formado em 1978 em Bristol, Inglaterra. Conta com Beki Bondage unicamente da primeira formação, com seu vocal bastante marcante, um grande ícone pra banda e para o punk na época. Membros do Vice Squad em parceria com Simon Edwards criaram o Riot City Records. Após o desenvolvimento do selo, que seria um dos maiores gravadores de punk da época, lançaram em 1981 o primeiro EP da banda e do selo o "Last Rockers". A banda está na ativa nos dias de hoje, após os conflitos e um tempo do término da banda em 1982, voltando em 1997.

Tracklist:
01- Last rockers
02- Living on dreams
03- Latex love
04- Young Blood
05- Humane
06- Resurrection
07- Out of reach
08- (So) what for the eighties
09- Sterile
10- Stand strong, Stand proud
11- Tomorrows soldier
12- Rock and roll massacre
13- Darkest Hour
14- Upright citizen
15- Scarred of life
16- Faceless Men

Erazerhead - The Rumble of the East


O Erazerhead foi uma das poucas (quase única) banda do começo dos anos 80 do Reino Unido com um som mais pro 77. Diferente de todas as outras deste período que já possuem uma pegada mais streetpunk.
A primeira gravação do Erazerhead foi o álbum "Ape Man" em 81 pela Test Pressing Records antes de irem para o selo Frenchy Gloder's Fliknife para lançar 5 singles e 2 LP's.
O LP "The Rumble of the East" é de 82.

Tracklist:
01 - Martian Girl
02 - Apeman
03 - No One Sees Me Now
04 - She Can Dance
05 - Next Stop
06 - I Hate You
07 - Teenager In Love
08 - Moscow
09 - Tank Attack
10 - Insane
11 - Headbanging
12 - That Girl's Gone
13 - Lost In Space

DOWNLOAD

The Defects - Defective Breakdown


No final de 78, no norte da Irlanda, é formado o The Defects. A banda gravou sua primeira demo por conta própria e depois o primeiro EP apenas em 81 "Dance till you drop", vendendo rapidamente 2000 cópias.
O The Defects então embarcou em uma turnê com o Anti-Nowhere League, a legendária "So What Tour" de 82 enquanto gravava seu segundo EP "Survival".
Em 82 sai o primeiro álbum da banda, "Defective Breakdown" e em 84 o último single "Suspicious Mind" pela ID Records. O último som do Defects foi em 84 com o The Clash.
Esta versão do LP do The Defects inclui 8 bonus tracks abrangendo basicamente todas as gravações da banda.

Tracklist:
01 - Dance
02 - 20th Century
03 - Survival
04 - Deprived
05 - Killer On The Streets
06 - Bitch
07 - Defective Breakdown
08 - Conscription
09 - Casualty
10 - We Don't Care
11 - Live In Pain
12 - Head On Collision
13 - Metal Walls
14 - Thoughts
15 - Dance (Single Version)
16 - Guilty Conscience
17 - Brutality (Original Single Version)
18 - Survival (Single Version)
19 - Brutality (Second Version)
20 - Suspicious Minds
21 - Song For Mark Walker
22 - Know About You

DOWNLOAD

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Vorkriegsjugend - Vorkriegsjugend


O Vorkriegsjugend é uma influente banda de hardcore punk da Alemanha. Existiu por apenas 4 anos (82-85) mas mesmo assim foi uma das mais notáveis do período.
Enquanto esteve na ativa lançou um 7" duplo e um LP, todos pela Weird System Records.
A banda apenas com o baterista da formação original voltou em 1998 e lançou um EP chamado "Widerstand dem Teutonenland" porém acabou novamente em 1999.
O LP da banda hoje em dia é bastante raro e só existe a venda por mais de 50 dólares, o 7" mais raro ainda.
O LP "Vorkriegsjugend" é de 1984, uma excelente amostra da carreira desta banda alemã.

Tracklist:
01 - Aufstand im Ghetto
02 - Tilt
03 - Die Bombe
04 - Der Sarg
05 - Killer
06 - Schöne neue Welt
07 - Die letzte Schlacht
08 - Tanz den Ratachacha
09 - Ich will's nicht
10 - Schwache Nerven
11 - Brot und Spiele
12 - Die Pest
13 - The End

DOWNLOAD

V.A. - Oi! The Album


A Coletânea "Oi! The Album" foi lançada em 1980 pela gravadora EMI. A capa desse album conta com o Jeff Turney, vocalista da primeira e atual formação do Cockney Rejects, quando ainda era moleque. Conta com faixas clássicas como "Oi! Oi! Oi!" do Cockney Rejects, "Chaos" do 4-Skins e "I Still Believe In Anarchy" do The Exploited.

Tracklist:
01- Oi, Oi, Oi - Cockney Rejects
02- Rob A Bank (Wanna) - Peter & The Test Tube Babies
03- Wonderful World 4-Skins
04- Have A Cigar - Postmen
05- Daily News - Exploited
06- Generation Of Scars - Terrible Twins
07- Guns For The Afghan Rebels - Angelic Upstarts
08 - Sunday Stripper - Cock Sparrer
09- Last Night Another Soldier - Angelic Upstarts
10- Chaos - 4-Skins
11- Here We Go Again - Cockney Rejects
12- Isubaleeeene - Max Splodge
13- Beardsmen - Postmen
14- Where Have All The Bootboys Gone - Slaughter & The Dogs
15- Bootboys - Barney & The Rubbles
16- Intensive Care - Peter & The Test Tube Babies
17- I Still Believe In Anarchy - Exploited

domingo, 20 de julho de 2008

V.A. - Riotous Assembly


Durante o ano de 1981 diversas bandas estavam pelo Reino Unido gravando demos e tocando em gigs. A Riot City Records de Londres então realizou uma compilação destas bandas da gravadora que melhor representam essa época do punk, lançado em 1982.

Tracklist:
1 - Vice Squad - Coward
2 - Organised Chaos - Mary Whitehouse
3 - Abrasive Wheels - Criminal Youth
4 - Court Martial - Your War
5 - Chaos UK - Senseless Conflict
6 - Dead Katss - Fun Wars
7 - Resistance '77 - Bricks In Brixton
8 - Havoc - Where Does Your Money Go
9 - Vice Squad - Its A Sell Out
10 - Mayhem - Psycho
11 - The Expelled - Blown Away
12 - T.D.A. - T.D.A.
13 - Undead - Sanctuary
14 - Lunatic Fringe - British Man
15 - Chaotic Dischord - (Glue) Accident

DOWNLOAD

sábado, 19 de julho de 2008

Anti-Nowhere League - Punk Singles & Rarities 1981-84


22 faixas de singles e raridades de 81 a 84 dessa excelente banda inglesa dos anos 80, o Anti-Nowhere League, como já foi dito no post anterior do ANL. Este álbum inclui 5 faixas de demo não-lançadas.

Tracklist:
01 - We're The League (Apocalypse Punk Tour)
02 - Animal (Apocalypse Punk Tour)
03 - I Hate People (Apocalypse Punk Tour)
04 - Streets Of London
05 - So What
06 - Noddy (Demo)
07 - I Hate People
08 - Let's Break The Law
09 - Woman
10 - Rocker
11 - World War III (Flexidisc)
12 - For You
13 - Ballad Of JJ Decay
14 - Out On The Wasteland
15 - We Will Survive
16 - Queen & Country
17 - The Russians Are Coming (Demo)
18 - Branded (Demo)
19 - Going Down (Demo)
20 - Those Summer Days (Demo)
21 - Westside (Demo)
22 - On The Waterfront (Long Live The League LP)

DOWNLOAD

Discharge - Nightmare In Lepakko


O Discharge é uma influente banda de Hardcore/Punk Inglesa que criou o D-beat. A banda foi formada em 1977 com a seguinte formação: Terry 'Tezz' Roberts nos vocais, Tony 'Bones' Roberts e Roy 'Rainy' Wainwright nas guitarras, Nigel Bamford no baixo e Akko na bateria. Logo após, Nigel sai da banda e Roy entra no baixo. Essa formação soava mais como um Sex Pistols e grava apenas uma demo tape. A formação e o som mudaram apenas em 1979. A banda contava apenas com apenas com Tony e Roy da formação passada, contando agora com Kelvin 'Cal' Morris nos vocais e Tez na bateria, para muitos, a formação clássica do Discharge. O som pesado, rápido e extremamente cru da nova formação dispertaram a atenção dos fãs. Suas letras falavam sobre o anarquismo, o pacifismo, e temas enfatizando uma possível guerra nuclear e sobre o mal social causado pelo capitalismo. Em 1980, a banda assinou com a gravadora Clay Records, lançando o single Realities Of War que alcançou certo destaque nas paradas musicais independente do Reino Unido. Depos disso, a banda passou por mais uma mudança na formação com a saida de Tez para a entrada de Dave 'Bambi' Ellesmere (ex-The Insane) antes do single Why ser lançado. Em 1982 a banda lançou o album Hear Nothing, See Nothing, Say Nothing que desta vez chegou a entrar nas paradas de sucesso do Reino Unido. No EP Never Again houve outra mudança na formação. Entra na bateria Gary Maloney do The Varukers. Bones saiu antes do Warning..., foi quando a banda começou a mudar o som para um Crossover Thrash. A banda com essa proposta lança o album Ignorance em 1985 com uma nova formação. Depois disso houve várias mudanças na formação até que em 2002 quando a banda lança o album Discharge com a formação clássica. Em 2004, a banda fez uma turnê Brasileira e chega a tocar no tradicional local para shows de punk/hardcore Hangar 110 em São Paulo, com bandas com Ratos de Porão e Calibre 12. Com a formação original (exceto o vocalista, que contava com Anthony "Rat" Martin da banda The Varukers) tocaram ao vivo em horário nobre no programa Gordo Pop Show do vocalista do Ratos de Porão, João Gordo na emissora televisiva MTV Brasil. A banda esta na ativa até hoje.

Tracklist:
01- Never Again
02- Hear Nothing See Nothing Say Nothing
03- The Nightmare Continues
04- Realities Of War
05- State Violence State Control
06- A Hell On Earth
07- Cries Of Help
08- The Possibility Of Lifes Destruction
09- Prostest And Survive
10- Domsday
11- Drunk With Power
12- Why
13- The Blood Runs Red
14- The End
15- The Final Bloodbath
16- Decontrol

Peter & The Test Tube Babies - Pissed And Proud


O Peter & The Test Tube Babies se formou em Brigton na Inglaterra em 1978 com Del Strangefish e Peter Bywaters. Eles apareceram na revista Sounds em 1980 depois do programa televisivo John Peel Radio One, fizeram uma coletânia Chamada Vaultage 78 e também participaram da coletânia Oi! e Oi! The Album no mesmo ano. As letras das músicas deles são um pouco absurdas com estranhos títulos como "The Queen Gives Good Blow Jobs". eles tocam até hoje com o profissionalismo da banda contrastando com a falta de nexo de suas letras.
O Pissed and Proud foi o primeiro álbum da banda gravado em estudio.

Tracklist:
01- Moped Lads
02- Banned From The Pubs
03- Elvis Is Dead
04- Up Yer Bum
05- Smash 'N' Grab
06- Run Like Hell
07- Shit Stirrer
08- Intensive Care
09- Keep Britain Untidy
10- Transvestite
11- Maniac
12- Disco
13- I'm The Leader Of The Gang

DOWNLOAD

Anti-Nowhere League - We're The League



A Banda Anti-Nowhere League foi formada em 1980 por Animal (Nink Culmer) nos vocais, Magoo (Chris Exall) na guitarra, Bones (Tony Shaw) na bateria e Baggy Elvy no baixo. Em 1981 Gooky (que largou a banda no mesmo ano), Hooper e Clive Winston Blake assumiram guitarra, bateria e baixo respectivamente. Mas logo Hopper foi rapidamente substituido por PJ, abreviação de Persian John que tinha como seu verdadeiro nome Djahanshah Aghssa. Eles queriam ter tocado na "Apocalypse Tour" do The Exploited, junto com Chron Gen e Anti Pasti. O que levou a banda a abrir o show do The Exploited, também abriram show do The Damned. em 1982 eles participaram do "So What Tour", junto com Chelsea, Chron Gen e Defects e lançaram o álbum "We're The League", mas o "Obscene Publications Squad" recolheu as cópias da gravadora, atacados e foram banidos da TV e rádio. Em soma disso eles foram retirados do "Top Of The Pops Recording Studio" porque Animal estava carregando um machado. O ano terminou com "Hardcore Storms America Tour" junto com UK Subs. Gille (Mark Gilham) entrou na banda em 1983 como um guitarrista extra e segundo o site oficial da banda Mangoo estava babendo muito não podendo tocar em alguns momentos e não levando sua guitarra, assim precisava ser substituído. A banda foi pra Iuguslávia e gravou um álbum ao vivo o "Live In Yuguslavia", mas os problemas continuaram. Em e984 PJ perdeu o emprego e não consegui segurar as pressões com álcool e drogas, o que estava deixando a banda um pouco inativa. Em 1985 Michael Bettle assumiu a bateria e em 1986 foi assumida por JB (Jonathan Birch). Nesse tempo assinaram um contrato com a gravadora GWR Records e gravaram o "The Perfect Crime". Aconteceram problemas fincanceiros e a gravadora logo se recusou a trabalhar com eles, com o dinheiro já investido. Em 1989 foi gravado o "Live Animals". E Michael Bettle com 41 anos morreu com um tumor no cérebro. O que ajudou a acabar com a banda. Voltaram em 1992 com Animal e JB da antiga banda e tocam até hoje. O "We're The League" foi o primeiro álbum gravado em estúdio, reunindo muitas músicas clássicas da banda como: ''Streets Of London'', ''I Hate People'', ''Woman'' e ''So What''.

Tracklist:
01- We're the league
02- Animal
03- Woman
04- Can't stand rock'n roll
05- (We will not) remember you
06- Snowman
07- Streets Of London
08 - I hate people
09- 'Reck A Nowhere
10- World war III
11- Nowhere Man
12- Let's Break the law
13- Rocker
14- So what

English Dogs - Invasion To The Porky Men LP


Banda inglesa de Hardcore Punk surgida no início dos anos 80 influenciada pela onda Punk's Not Dead de grupos como Exploited, GBH e Discharge. Após dois lançamentos nesta onda, a banda começou a ganhar personalidade a partir do LP "To The Ends of The Earth", de 1984, pioneiro na mistura do Hardcore Punk com elementos do heavy/speed metal que anos depois seria chamada de Crossover Thrash. A partir daí o metal foi ganhando cada vez mais força na sonoridade dos English Dogs, culminando nos dois últimos trabalhos, "Forward Into Battle" e "Where The Legend Began", já bem próximos do Thrash Metal de bandas como Metallica, após os quais a banda acabou, retornando nos anos 90 com discos pouco memoráveis.
O Album "Mad Punks And Englished Dogs"12" EP está inteiro dentro desse LP como faixas Bônus, sendo o primeiro LP da banda English Dogs, lançado em 1983 pela gravadora Clay Records, inclui o a música clássica "Psycho Killer" e uma versão plus de "Cranked Up Really High" do Slaughter & The Dogs.

Tracklist:
01- The Fall Of Max
02- World War 2
03- Your Country
04- Blind Man
05- Mercenary
06- Never Die
07- Astrophs Waiting
08- Newsflash
09- Ghost Of The Past
10- Carol
11- Spoils Of War
12- Cranked Up Really High
13- Invasion Of The Porky Men
14- Caveman Brain
15- Max (The Millionaire)
16- Psycho Killer
17- Free To Kill
18- Driven To Death
19- Left Me For Dead
20- R.I.P

DOWNLOAD part 01

DOWNLOAD part 02

sexta-feira, 18 de julho de 2008

The Threats - Politicians and Ministers


Formado em 77, com outro nome inicialmente, na cidade de Dalkeith, Midlothian, na Escócia. Em 79 com algumas mudanças na formação, o The Threats nasceu.
Depois de alguns sons por Edinburgo e região, a banda assinou com a Playlist Records.
Tocando ao lado do Exploited em turnê com o Anti-Pasti, assinaram com a Rondelet Records para o primeiro lançamento.
Como a maioria das bandas dos anos 80, surgiu no final dos anos 70 e só lançou o primeiro EP em 1981, encaixando perfeitamente com as bandas classificadas UK82.
O sucesso do EP resultou em gigs ao lado simplesmente de UK Subs, Anti-Nohwere League, Damned e outras. Nessa época, o Threats tornou-se realmente parte consolidada do UK Punk, realizando suas próprias turnês.
Porém, em 83 por brigas entre integrantes e gravadora, a banda encerrou suas atividades, voltando para apenas alguns sons atualmente.
"Politicians and Ministers" é o terceiro EP da banda, de 1982. Recomendadíssimo.

Tracklist:
01 - Politicians and Ministers
02 - Writing on the Wall
03 - Dead End Depression
04 - Can't stop me
05 - Underground Army
06 - 1980's

DOWNLOAD

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Mau Maus - Live At The Marples


O Mau Maus foi formado pelos amigos de escola Chris, Lev, Podge e Bunny no final de 1979 influenciados por bandas como The Germs e Middle Class.
Em 82 a banda gravou o primeiro EP, "Society's Rejects" com 8 faixas. Em 83 veio o segundo EP, "Facts of War" de novo mostrando a qualidade da banda. Em 83 o Mau Maus foi convidado pelo Exploited para a tour "Let's start a war", porém no final da turnê Bunny teve um sério problema de saúde.
Após um tempo parada, a banda volta com o baixista substituído e embarca para uma maravilhosa tour com o Varukers na Alemanha, quando gravaram este álbum "Live at the Marples".
Em 1984 após trocar de gravadora, o Mau Maus ainda lançou um EP e um álbum e realizou uma turnê com o English Dogs.
Quando Bunny voltou para o baixo da banda e gravaram o EP "Nowhere to Run" o vocalista Chris abandonou o Mau Maus que acabou na seqüência.

Tracklist:
01 - Clampdown
02 - Images
03 - The Kill
04 - Secret Society
05 - No Concern
06 - Rebellion
07 - Why Do We Suffer
08 - Just Another Day
09 - The Oath
10 - Unforgotten
11 - Crisis
12 - Religious Rights
13 - Facts Of War
14 - Social System
15 - Give Us A Future
16 - Leaders
17 - Running With The Pack
18 - Societys Rejects
19 - No Concern
20 - Facts Of War
21 - Be My Baby
22 - Crisis
23 - Running With The Pack

DOWNLOAD

The Skeptix & OHL - The Kids Are United EP


Como falei no post do OHL, esse é o split de duas ótimas bandas punk dos anos 80. De um lado a banda alemã OHL e do outro a banda inglesa The Skeptix. Pra quem não conhece alguma das bandas esse split é uma ótima amostra. Na minha opinião, as melhores músicas do Skeptix estão nele.

Tracklist:
01 - The Skeptix - Violent Streets
02 - The Skeptix - Got No Choice
03 - OHL - Spionage
04 - OHL - Freut Euch

DOWNLOAD

OHL - 1000 Kreuze


O OHL é uma banda punk alemã formada em 1980 por Deutscher W. (vocais), Stiebel Eltron (guitarra), Dr. Saubermann (baixo) e Läusie (bateria) na cidade de Leverkusen.
a banda acabou em 1986 e em 93 o OHL voltou com um novo line-up, mantendo apenas o vocalista do original.
Durante os 6 anos de duração da banda, lançaram 5 LP's e 3 EP's. "1000 Kreuze" é o segundo álbum da banda. Também participaram de um split com a banda inglesa The Skeptix.

Tracklist:
01 - gott und die welt
02 - belsen war ein kz
03 - anne llorente
04 - kaufhof
05 - der 1. schu
06 - dein kampf
07 - schrei schrei
08 - warschauer pakt
09 - gebt uns arbeit
10 - krieg
11 - alle macht dem volk
12 - freiheitsk mpfer
13 - nie wieder
14 - ddr

DOWNLOAD

Infa Riot - Singles And Rarities


O Infa Riot surgiu no final de 1979 depois que Lee Wilson e seu irmão Floyd mudaram de Londres para Plymouth e conheceram Barry Damery e Mark Reynolds. E então, influenciados por Angelic Upstarts nasceu o Infa Riot, abreviação de "In For a Riot".
Com um ano apenas de existência da banda, Mensi do Angelic escreveu uma resenha a respeito da performance do Infa Riot em seu quarto show apenas. Garry Bushell que escrevia também para o zine Sounds, convidou a banda para o segundo volume do "Strenght Thru Oi!", com qual o Infa Riot contribuiu com duas faixas: "Riot Riot" e "We Out Number You". O Infa Riot marcou pra sempre o Oi!, ambos sons ecoavam o sentimento do que acontecia no país naquela época.
A primeira gravação da banda apareceu em 1981, o single "Kids of the 80's", neste mesmo ano o Infa Riot realizou uma turnê com o The Business, outra com o The Exploited enquanto "Each Dawn I Die" fazia parte da clássica compilação "Carry On Oi!".
Em 1984 o grupo já havia tocado por diversos lugares do Reino Unido e lançaram o segundo single "The Winner". O primeiro LP chegaria finalmente em setembro deste mesmo ano pela Secret Records, "Still Out of Order", destruidor e único do começo ao fim.
Pouco tempo depois a banda mudou o nome para The Infas e lançou o álbum "Sweet and Fury", porém, não agradou muito aos fãs e teve péssima distribuição. A banda acabou se afastando. Em novembro de 1985 realizaram uma gig no Leeds que foi gravada em LP pela Link Records, porém este é o testamento de uma das melhores banda oi! de todos os tempos, que chegou ao seu fim em setembro de 86. "Single & Rarities" é o que o próprio nome diz, as melhores e as raras gravações do Infa Riot, em 28 faixas.

Tracklist:
01 - Sound and fury
02 - Triffic spiff ya ok
03 - Rock all me faithful
04 - These dangerous days
05 - Punch in the air with glory
06 - There's gotta be a better way
07 - Birds & bees
08 - A spirit wild
09 - Manthing
10 - Don't wanna be in the crowd
11 - Pushers on the rampage
12 - Captain England
13 - Kids of the 80's
14 - Still out of order
15 - The Winner
16 - Schools out
17 - Feel The Rage
18 - Riot Riot
19 - We out Number You
20 - Each dawn I die
21 - Catch 22
22 - Power
23 - Riot Riot [demo'81]
24 - Five Minute Fashions [demo'81]
25 - The Catalogue Kids (live'85)
26 - In for a riot (live'85)
27 - Drug Squad (live'85)
28 - Emergency (live'85)

DOWNLOAD

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Warrior Kids - Official Discography


O Warrior Kids é uma banda francesa da cidade de Marseille, formada em 1982. O primeiro EP veio em 83, "Adolescent".
Participaram de algumas compilações e o primeiro álbum da banda foi lançado apenas em 86, o "Les enfants de l'espoir", junto com o término do Warrior Kids, neste mesmo ano.
Este álbum "Official Discography" é uma reunião das gravações da banda durante este período em que esteve na ativa nos anos 80.

Tracklist:
01 - Adolescent
02 - Forces de l'ordre
03 - Deffere
04 - Ville Morte
05 - Personne
06 - Ceux qu'on oublie jamais
07 - Ville Morte
08 - Soldat de la paix
09 - Rafale
10 - Nouvelle Jeunesse
11 - Marseille Tombe
12 - Cirage
13 - Adolescent
14 - Espoir
15 - Don't Tell me a lie
16 - Jeux / Personne

DOWNLOAD

Demob - Better Late Than Never


O Demob é uma banda punk inglesa da cidade de Gloucester. Foi formada no final de 78 pelo guitarrista Terry Elcock e o baterista Johnny Melfah, mais tarde entrariam para a banda Mike Howes (vocal), Tony Wakefield (baixo) e Chris Rush (guitarra) e também um skin amigo de Howes, Andy Kanonik nos vocais. Este era o line-up que tocou nas primeiras gigs em Gloucester.
Antes mesmo de começar, a banda já teve um término em 79. No ano de 80, Howes foi "despedido" da banda, e Kanonik preso por 3 meses, deixando o Demob sem um vocalista.
Então, Mark Smith entrou para os vocais e a banda começou a trabalhar em sua primeira gravação, "Anti-Police", lançado em 1982 pela Round Ear Records, apoiado pelo jornalista Garry Bushell e por John Peel.
Com a boa repercussão de "Anti-Police", o Demob tocou ao lado de grandes nomes da cena punk inglesa, a maioria desses sons acabaram com a presença da polícia e muita violência, causados quase sempre por skinheads nazistas que compareciam as gigs por causa dos integrantes do Demob, que eram de várias raças e culturas diferentes. Por este motivo também, o Demob tocou várias vezes com o apoio da Anti-Nazi League.
Um segundo single, "No Room for you" também obteve rápido sucesso, mas infelizmente, como muitas bandas do período, diferentes interesses musicais separaram os integrantes, acabando com o Demob em 83, com 2 singles apenas lançado.
Apenas em 2002 saiu uma reunião de todas as ótimas gravações do Demob. "Better Late than Never", vale muito a pena ser baixado.

Tracklist:
01 - No room for you
02 - No more talk
03 - My life
04 - New Breed
05 - SUS
06 - Anti-Police
07 - 3 Months DC
08 - No Fun
09 - Unfinished Business
10 - Teenage Adolescence
11 - Kids are making a stand
12 - Think Straight

DOWNLOAD

Asta Kask - Plinkten Fram För Allt


Asta Kask, de Töreboda, Suécia. Formada em 78 com o nome de X-tas, mudando para Asta Kask em 80. O álbum “Plikten Fram For Allt” foi o terceiro EP da banda, gravado em 1984, e o primeiro com a gravadora Rosa Honung Label. Após gravar o seu primeiro EP “For Kung And Fosterland” em 1981, a formação original se desfez. O guitarrista e vocalista Micke Menlos da antiga formação também participou da seguinte com novos integrantes, lançando o “Em Tyst Minut” EP. “Plinkten Fram For Allt”, na minha opinião, foi o EP com melhor formação da banda, eles reafirmaram o seu som após um ano lotado de gigs. Antes de acabar em 1986, a banda lançou o excelente “Med Is I Magen”12” EP e também o “An Finns Det Hep”7”.

Tracklist:
01 - Inget ljus
02 - Det Vill Jag Va
03 - För Kung & Fosterland
04 - Politisk Tortyr

DOWNLOAD

Upright Citizens - Facts and Views


O Upright Citizens é uma excelente banda punk da cidade de Bottrop, Alemanha. Iniciaram suas atividades no começo dos anos 80, fazendo um punk rápido, com letras de protesto e objetivas. Esmagadoras melodias e vocais que são como hinos, fazem desta banda única. Muitas bandas da Alemanha tocam seus sons em alemão, mas o Upright mesmo fez poucos, a maioria é em inglês.
Este LP "Facts and views" apesar de pouco conhecido, é de grande qualidade. Lançado em 1985, possui a destruidora "Swastika Ratss", e destaque também para a diferente versão de "Bombs of peace".

Tracklist:
01 - Dead Blood
02 - Future Dreams
03 - Bombs of peace
04 - Swastika Ratss
05 - Right Way

DOWNLOAD

Camera Silens - Réalité


O Camera Silens é uma banda fracesa da década de 80. A banda começou em 1981 em Bordeaux na França. Lançou a sua primeira demo em 1982 o "Demo 82", participou de coletâneas francesas da época como o "Chaos em France 1" em 1983 e o "Chaos em France 2" em 1984, ambos lançados pela gravadora Chaos. Rèalité é um LP lançado em 1985. A banda acabou em meados de 1988.

Tracklist:
01- Réalité
02- C'est comme ça
03- Camera silens
04- Squatt
05- Classe criminelle 1 et 2
06- Sans sursis
07- Est_Ouest
08- Suicide
09- Le bal des vauriens
10- Pour la gloire
11- Camera Silens
12- Semaine rouge
13- Réalité
14- Suicide
15- Pour la gloire

Vice Squad - The Rarities 1979-1985


O Vice Squad foi formado no ano de 1978 em Bristol, Inglaterra. A compositora e vocalista Beki Bondage é o único membro do line-up original atualmente.
A formação inicial da banda contava com Beki (vocais), Dave Bateman (guitarra), Mark Hambly (baixo) e Shane Baldwin (bateria).
A primeira gig do Vice Squad foi na universidade de Bristol em 79, logo neste mesmo ano o som "Nothing" participou de uma coletânea chamada "Avon Calling".
Membros do Vice Squad em parceria com Simon Edwards estavam no desenvolvimento do selo Riot City Records, que tornou-se uma das maiores gravadoras punk da época. E então, em 1981 pela Riot City foi lançado o primeiro EP "Last Rockers".
No final de 1981 a banda assinou com a EMI para o lançamento do primero álbum, "No Cause For Concern", seguido logo pelo segundo álbum "Stand Strong Stand Proud" no começo de 82 quando embarcaram para uma turnê nos EUA e Canadá. Na volta, Beki anunciou que deixaria a banda. O Vice Squad ainda tentou continuar subsitituindo a vocalista, mas pouco tempo depois a banda encerrou suas atividades definitivamente em 85. Apenas em 97 Beki voltou com uma nova versão do Vice Squad, mas sem nenhum membro original.
O álbum Rarities 1979-85 contém 22 faixas de raridades gravadas durante esse período, com ambas vocalistas nas gravações, tanto Beki Bondage como Lia nos vocais do Vice Squad.

Tracklist:
01 - Out Of Reach
02 - Sterile
03 - So What For The 80's
04 - Angry Youth
05 - Black Sheep
06 - The Rest Of Your Life
07 - Take It Or Leave It
08 - The Pledge
09 - You'll Never Walk Alone
10 - Summer Fashion
11 - Spikey Hair
12 - Nothing
13 - Latex Love
14 - Flowers In The City
15 - Nothing Ever Goes The Way It's Planned
16 - New Blood
17 - High Spirits
18 - Nowhere To Hide
19 - Teenage Rampage
20 - It's A Sellout (Live)
21 - Belsen Was A Gas (Live)
22 - Offering (Live)

DOWNLOAD

terça-feira, 15 de julho de 2008

The Adicts - Live And Loud


The Adicts foi formado em 1975, no vilarejo Ipswich na cidade de Suffolk, Inglaterra. Demorou 6 anos para lançar seu primeiro CD, lançando "Songs Of Prise" em 1981 (um dos albuns mais conhecidos da banda inglesa), o que faz de The Adicts uma banda autêntica dos anos 80. A banda é fortemente conhecida pelo visual "droog" dos seus integrantes, influenciado pelo filme "Laranja Mecânica" do diretor Stanley Kubrick, além das suas performances no palco e o vocalista Monkey (Keith Warren) assumir a forma de um joker. Banda muito influente, está ainda na ativa com seus 33 anos de banda. Suas músicas falam de desemprego, desilusão, e várias coisas felizes, tentando sempre procurar algo novo além de ser uma banda punk, se destacando sempre! O album "Live And Loud" foi lançado em 1987 e conta com grande parte das músicas clássicas da banda, por ser um pouco antigo e ser tocado ao vivo a gravação, o som é um pouco precário.

Tracklist:
01- Sensitive
02- Easy way out
03- Joker in the pack
04- Chinese takeaway
05- How sad
06- Hurt
07- Tango
08- Viva la revolution
09- Just like me
10- Numbers
11- Steam roller
12- Too young
13- Straight jacket
14- Let's go

Anti-Pasti - The Last Call


O Anti-Pasti é uma banda punk inglesa da região de Derbyshire, fundada pelo vocalista Martin Roper e o guitarrista Dugi Bell em 79, contando com Kev Nixon na bateria e Wil Hoon no baixo. Pouco tempo depois, um segundo guitarrista entraria para a banda, Olly Hoon.
O primeiro LP do Anti-Pasti, The Last Call, foi lançado no final de 1981 e ficou durante 7 semanas no UK Albums Chart. A banda acabou definitivamente em 84, tendo lançado apenas este LP, alguns singles e EPs, e também participou de um desconhecido EP split com o Exploited, chamado "Don't let 'em grind you down".
A banda teve uma reunião em 1995 para realizar uma mini-tour no Reino Unido e Alemanha, mas durou apenas estes sons.

Tracklist:
01 - No Government
02 - Brew Your Own
03 - Another Dead Soldier
04 - Call The Army (I'm Alive)
05 - City Below
06 - 24 Hours
07 - Night Of The Warcry
08 - Freedom Row
09 - St.George (Gets His Gun)
10 - The Last Call
11 - Ain't Got Me
12 - Truth And Justice
13 - Hell
14 - I Wanna Be Your Dog

DOWNLOAD

The Exploited - Punk's Not Dead


Para começar o blog bem, não teria como deixar de postar um clássico que simplesmente pode definir sonoramente o punk nos anos 80 nessas 15 faixas. Formada em 1980, em Edinburgo na Escócia, o The Exploited é basicamente uma das mais importantes bandas de punk de todo o mundo.
Ainda em atividade, durante todos esses anos, o grupo teve diversas mudanças em sua formação, mas sempre mantendo na linha de frente Wattie Bucham nos vocais. A formação original contava com: Wattie Buchan (vocais), John Duncan (guitarra), Gary McCormick (baixo) e Dru Campbell (bateria).
Em suas letras politizadas, o The Exploited critica a corrupção política, o governo em geral, a violência da polícia, guerras, religião, entre outros temas.
O legendário álbum "Punk's not dead" é o primeiro da banda, lançado em 1981 pela Secret Records. Ele é uma reação a crítica da época que dizia que o punk estava morto, a resposta são 15 destruidoras faixas (que na verdade foram gravadas ao vivo) que são realmente o marco da segunda onda punk, abrindo espaço para centenas de bandas que viriam nesse período e mostrariam a evolução do punk nos anos 80.

Tracklist:
01 - Punk's Not Dead
02 - Mucky Pup
03 - Cop Cars
04 - Free Flight
05 - Army Life
06 - Blown To Bits
07 - Sex & Violence
08 - SPG
09 - Royalty
10 - Dole Q
11 - Exploited Barmy Army
12 - Ripper
13 - Out Of Control
14 - Son Of A Copper
15 - I Believe In Anarchy

DOWNLOAD

Salve punx!

Esse blog foi feito com o objetivo de divulgar o som punk e oi! feito nos anos 80 em todo o mundo. Pretendemos disponibilizar além de álbuns e material das bandas, o máximo de informações sobre o que for postado, e atualizar com freqüência.
O conteúdo sobre a cena e as boas bandas do punk oitentista serão divulgadas nos posts em português, pois somos do Brasil e basicamente todo esse material encontra-se disponível em inglês na internet. Por isso a intenção é divulgar na nossa língua essas bandas (algumas até desconhecidas e raras) que marcaram toda uma geração e iniciaram a melhor fase do punk, que é os anos 80.
Obrigado pela visita e esperamos disponibilizar muitos downloads e materiais de qualidade.
Up the punx!

-

Hey punx!
This blog was made with the objective of showing punk music and oi! music made in the 80's in all the world. We intend to post albuns and materials of the bands with the maximum of information and we will update always.
The information about the scene and good bands of the punk from the 80's will be posted in portuguese because we're from Brazil and almost everything of this material is in english in the internet. This is why the intention to publish in our language information of these bands (some of them even unknown and rare) that mark all a generation and start the best part of the punk, that is the 80s.
Thanks for the visit and we whish to expose lots of downloads and quality material.
Up the punx!